INFLUENCE OF CIGARETTE SMOKE ON ENAMEL COLOR STABILITY AFTER ORTHODONTIC DEBONDING: AN IN VITRO STUDY

Efeitos da fumaça de cigarro após descolagem ortodôntica.

  • Flávio Mendonça Copello Universidade Federal do Rio de Janeiro
  • André Ramos Losso Department of Pediatric Dentistry and Orthodontics, School of Dentistry, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ, Brazil
  • Kelly Galisteu Luiz Department of Pediatric Dentistry and Orthodontics, School of Dentistry, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ, Brazil
  • Larine Ferreira Lira Department of Pediatric Dentistry and Orthodontics, School of Dentistry, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ, Brazil
  • Amanda Cunha Regal de Castro Department of Pediatric Dentistry and Orthodontics, School of Dentistry, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ, Brazil
  • Mônica Tirre de Souza Araujo Department of Pediatric Dentistry and Orthodontics, School of Dentistry, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ, Brazil

Resumo

Objetivo: O objetivo deste estudo foi avaliar a estabilidade da cor do esmalte dentário exposto à fumaça de cigarro após a descolagem ortodôntica. Métodos: Trinta e dois incisivos bovinos foram alocados nos grupos controle (C1 and C2) e experimental (n = 8) de acordo com protocolos de colagem ortodôntica distintos: com adesivo (B1) e sem adesivo (B2) e expostos à fumaça de cigarro. Amostras do B1, B2 e C2 foram expostas a dez ciclos de fumaça em uma câmara específica e hermética, enquanto o C1 permaneceu armazenado em saliva artificial. A análise da estabilidade de cor foi realizada com um espectrofotômetro de acordo com o
sistema L* a* b*. As comparações intergrupos e o efeito do tempo foram verificados com ANOVA / Tukey e testes t de Student, respectivamente (a=0,05). Resultados: Não foram observadas alterações de cor estatisticamente significativas no C1 (L*: -0,69 ± 0,80; a*: 0,36 ± 0,23; b*: 0,17 ± 0.50) e sem adesivo (B2) (L*: -3,74 ± 2,85; a*: 0,93 ± 0,73; b *: 1,13 ± 1,16) durante o tempo de estudo (p>0,05). No entanto, o grupo com adesivo (B1) apresentou alterações significativas de cor em L*: - 5,55 ± 2,28, a*: 2,33 ± 0,77 eb*: 3,30 ± 1,37, o que significa, mais escuro, mais verde e mais amarelo, respectivamente (p<0,05) e o grupo controle exposto à fumaça de cigarro (C2) apresentou alterações significativas de cor em L*: -1,72 ± 0,28 e b*: 1, 82 ± 0,22, o que significa, mais escuro e mais amarelo, respectivamente. Conclusão: A estabilidade da cor do esmalte foi afetada pela exposição à fumaça de cigarro após a descolagem ortodôntica, principalmente quando o protocolo de colagem incluía a aplicação de adesivo.

Publicado
2021-05-21
Como Citar
Copello, F., Ramos Losso, A., Galisteu Luiz, K., Ferreira Lira, L., Castro, A., & Araujo, M. (2021). INFLUENCE OF CIGARETTE SMOKE ON ENAMEL COLOR STABILITY AFTER ORTHODONTIC DEBONDING: AN IN VITRO STUDY. Revista CientíFica Do CRO-RJ (Rio De Janeiro Dental Journal), 5(2), 50-55. doi:10.29327/24816.5.2-6
Seção
Artigos