REPLANTATION OF AVULSED TOOTH: A STEP-BY-STEP REPORT

  • Michelle Jenné Allegretto Department of Pediatric Dentistry and Orthodontics, School of Dentistry, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brazil
  • Larissa Soares Lima da Silva Department of Pediatric Dentistry and Orthodontics, School of Dentistry, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brazil
  • Jessica Muniz Loureiro Department of Pediatric Dentistry and Orthodontics, School of Dentistry, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brazil
  • Lucas Alves Jural Ungraduated student, School of Dentistry, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brazil
  • Marcela Baraúna Magno Department of Pediatric Dentistry and Orthodontics, School of Dentistry, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brazil
  • Patricia de Andrade Risso Department of Dental Clinic, School of Dentistry, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brazil
  • Lucianne Cople Maia Department of Pediatric Dentistry and Orthodontics, School of Dentistry, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brazil

Resumo

Introdução: A avulsão é uma injuria grave que causa sérios danos aos tecidos de suporte do doente e é caracterizada pelo completo deslocamento do elemento dentário de dentro do alvéolo. O reimplante é, na maioria das situações, o tratamento de escolha para o dente permanente avulsionado e uma conduta
correta é necessária para um bom prognostico nestes casos. Estudos prévios mostram que o conhecimento de dentistas sobre o manejo de um dente que sofreu avulsão é deficiente e destacam a importância da educação continuada, com a intenção de aumentar o nível de conhecimento de dentistas clínicos frente a urgências envolvendo dentes avulsionados. Objetivo: este relato tem como objetivo apresentar uma sequência clínica passo-a-passo envolvendo o reimplante de um dente permanente maduro que sofreu avulsão, seguindo o guia CARE. Relato do caso: O dente 21, armazenado em leite, foi reimplantado 2 horas após a avulsão e estabilizado com contenção flexível. As etapas clínicas foram realizadas conforme as recomendações da Associação Internacional de Traumatismos Dentários. O tratamento endodôntico foi iniciado cinco dias após o reimplante, com trocas periódicas de medicação intracanal. Atualmente o paciente encontrase em acompanhamento, sem sinais ou sintomas negativos relacionados a avulsão. Conclusão: O reimplante dental após avulsão deve ser realizado após minucioso diagnóstico e condições de armazenamento do dente, com protocolo clínico embasado nas evidências científicas das associações de traumatismos dentoalveolares.

Biografia do Autor

Marcela Baraúna Magno, Department of Pediatric Dentistry and Orthodontics, School of Dentistry, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brazil

Department of Pediatric Dentistry and Orthodontics, School of Dentistry, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brazil.
Department of Dental Clinic, School of Dentistry, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brazil

Publicado
2020-12-31
Como Citar
Allegretto, M., Silva, L., Loureiro, J., Jural, L., Magno, M., Risso, P., & Maia, L. (2020). REPLANTATION OF AVULSED TOOTH: A STEP-BY-STEP REPORT. Revista CientíFica Do CRO-RJ (Rio De Janeiro Dental Journal), 5(3), 66-71. Recuperado de https://cro-rj.org.br/revcientifica/index.php/revista/article/view/185/123
Seção
Relato de Caso