MOLAR-INCISOR MALFORMATION: A NARRATIVE REVIEW

  • Thamiles Gonzalez Rodrigues Passos Student in Pediatric Dentistry, School of Dentistry, São Leopoldo Mandic, Rio de Janeiro, RJ, Brazil
  • Patrícia Nivoloni Tannure School of Dentistry, Universidade Veiga de Almeida, Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brazil
  • José Carlos Pettorossi Imparato School of Dentistry, São Leopoldo Mandic, Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brazil
  • Andrea Vaz Braga Pintor School of Dentistry, São Leopoldo Mandic, Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brazil

Resumo

Introdução: “Malformação molar-incisivo” (MIM) ou “Malformação radicular molarincisivo” é uma anomalia dental recém-reportada de etiologia desconhecida, possivelmente associada a complicações sistêmicas, que afeta o desenvolvimento de raízes dos primeiros molares permanentes e esmalte dentário de incisivos centrais. Objetivo: Realizar uma revisão da literatura sobre “Malformação molar incisivo”, também conhecida como “Malformação raiz-molar incisivo”, discutindo seus aspectos clínicos, radiográficos/tomográficos, diagnóstico diferencial e possibilidades de tratamento. Fonte dos dados: Busca eletrônica foi realizada na base MEDLINE, em março de 2021, sem limite quanto ao ano de publicação. Os termos pesquisados foram “molarincisor malformation”, “molar-root incisor malformation”, “root malformation”, “root development”, “tooth roots”, “abnormalities”. Síntese dos dados: Quinze artigos, na maioria série de casos, foram incluídos. Em geral, a história médica revelou complicações clínicas durante a gestação e/ou primeiros anos de vida. As características clínicas incluíram defeitos de esmalte dentário na região cervical de incisivos e mobilidade
acentuada de molares e incisivos permanentes. Radiograficamente, observou-se a presença de câmaras pulpares parcialmente obliteradas, raízes de molares e incisivos permanentes curtas, finas e incompletas. Microscopicamente, reportou-se a ocorrência de camada de dentina hipercalcificada, em forma de lente, no interior da câmara pulpar, ao nível da junção cemento-esmalte, denominada de “diafragma cervical mineralizado”. Conclusão: A “Malformação molar-incisivo” é uma anomalia caracterizada por alterações do desenvolvimento radicular, da câmara pulpar e do esmalte em molares e incisivos permanentes. O diagnóstico diferencial inclui Displasia dentinária tipo I e Odontodisplasia regional. Históricos médico e familiar são essenciais para o diagnóstico final, e o tratamento, o qual apesar de não ter protocolo estabelecido requer abordagem multidisciplinar e tratamentos convencionais como exodontia, endodontia, ortodontia e implantes dentários.

Biografia do Autor

Patrícia Nivoloni Tannure, School of Dentistry, Universidade Veiga de Almeida, Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brazil

School of Dentistry, Universidade Veiga de Almeida, Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brazil.
School of Dentistry, São Leopoldo Mandic, Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brazil.

Andrea Vaz Braga Pintor, School of Dentistry, São Leopoldo Mandic, Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brazil

School of Dentistry, São Leopoldo Mandic, Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brazil.
Department of Pediatric Dentistry and Orthodontics, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brazil.

Publicado
2020-12-31
Como Citar
Gonzalez Rodrigues Passos, T., Nivoloni Tannure, P., Pettorossi Imparato, J., & Pintor, A. (2020). MOLAR-INCISOR MALFORMATION: A NARRATIVE REVIEW. Revista CientíFica Do CRO-RJ (Rio De Janeiro Dental Journal), 5(3), 2-12. Recuperado de https://cro-rj.org.br/revcientifica/index.php/revista/article/view/200/114
Seção
Revisão